Pela noite, no Eixo do Mal, Daniel Oliveira expunha a ilação mais caricata do caso da turbo-licenciatura do ministro Relvas. Segundo ele, o facto dos críticos das Novas Oportunidades terem entre si alguém com o percurso de certificação de competências profissionais de Miguel Relvas demonstrava (ainda estou para perceber como e porquê) que as Novas Oportunidades eram uma boa política e avançou mesmo (foi da excitação do momento) com a ideia de as NO terem a sido a melhor política da governação de Sócrates.

Caro Demagogo Oliveira, o facto de alguém obter algo por meios esconsos não torna essa uma actividade respeitável.

Não é porque um eventual ministro da Justiça mata alguém que o homicídio se torna uma boa ideia.

Caricatura?

Nem tanto assim. Caricatura é o salto quântico dado entre o caso Relvas e as NO. Ambnos merecem crítica pelo desvirtuamento que fazem de um ideal de sociedade meritocrática.

Vamos lá a ver se não há por aí rabos de palha made in isczé.