Caso Ricardo Rodrigues: Seja líder hoje, Tó Zé!

Mas para isso era preciso tê-los a funcionar. Aos princípios éticos, claro. Mas como o duplo RR está exactamente na Comissão de Ética do Parlamento, lá metido com o aval desta direcção socialista, está tudo explicado.

Aliás, basta recordar o lamentável comportamento da dita Comissão e da Santa Aliança formada para lavar mais branco o gamanço (filmado!) dos gravadores.

A comissão parlamentar de Ética rejeitou hoje analisar a conduta do deputado Ricardo Rodrigues ao levar os gravadores de jornalistas, pedida pelo Conselho Deontológico do Sindicato de Jornalistas, tendo o PSD e o CDS votado contra.  
 
O PS, o PCP e o Bloco de Esquerda consideraram que a comissão de Ética, Sociedade e Cultura não tem competência para analisar a conduta dos deputados e que esta matéria constitui um comportamento pessoal e não político.