… que não honra os seus compromissos ou, mais importante, as suas obrigações para com a Democracia?

É assim tão complicado ler a Constituição sobre esta matéria? Seis meses não chegam? Até que ponto a falta de solanáceas pode chegar?

Ou… sabem bem que a coisa é inconstitucional, mas o plano é fazer com o facto fique consumado para alegarem coiso e tal.

Rui Moura Ramos tinha previsto que Junho seria o mês para haver uma decisão do Tribunal Constitucional (TC) sobre o pedido de fiscalização do Orçamento do Estado (OE) para 2012, que corta os subsídios na Administração Pública. A sentença não virá, porém, a tempo. Questionado pelo SOL, o TC respondeu: «O processo referido está em estudo, não sendo possível, neste momento, prever uma data para a decisão».

Assim sendo, o tribunal pode decidir que os cortes nos subsídios contrariam a Lei Fundamental, mas a decisão não terá já efeito nos pagamentos dos subsídios de férias.