Não será ofensivo para os alunos que até vão às aulas, mas com problemas de aprendizagem que aconselham a sua retenção, ver atribuído o mesmo nível (2, dois) a quem não colocou os pés em qualquer aula durante a maior parte do ano?

Até que ponto pode ir a nossa demissão das responsabilidades na avaliação?