Vítor Baptista critica “democracia do umbigo”

Antes fosse o regresso do bom e velho Vitor do brinco. Talvez conseguisse ser o único português a jogar pelo outrora glorioso e orgulhoso clube de ser representado apenas por jogadores nacionais (e ultramarinos).