Sexta-feira, 2 de Março, 2012


Animotion, Obsession

Na falta de um EP dos New Order, dava bem conta do recado.

Certos comentadores e conselheiros que, em on ou off, acham que são mais profundos, sérios e tal do que os outros (tipo este, para não falar no mafarrico sempre a anunciar o apocalipse umbilical e em outras criaturas desaparecidas em combate). A verdade é que, em desaparecendo, passados uns tempos, tornam-se memória simples e a vida continua. Há quem tenha uma espécie de sentimento de superioridade que me espanta. Como me espanta quem acha que este blogue tem de ter fórmula única ou obedecer a lógicas exteriores ao feitio de quem o faz. Não está nos horizontes mas, caso deixasse de existir o Umbigo, a vida continuaria na mesma. Insubstituível só o Relvas, enquanto não for substituído.

Capisce?

Dividem em dois intervalos (8 a 14, 15 a 21 horas), os horários incompletos a que se pode concorrer.

Mudam as exigências para a 1ª prioridade do concurso externo (indivíduos qualificados profissionalmente para o grupo de recrutamento a que se candidatam, que tenham prestado funções docentes num horário anual não inferior a 12 horas lectivas, em dois dos seis anos lectivos imediatamente anteriores ao da data de abertura do concurso).

As más notícias é que a mobilidade interna agora aplica-se a docentes de carreira para quem não existam pelo menos 6 horas lectivas.

No entanto, tal mobilidade interna, não havendo voluntários para sair, deverá ser determinada pela graduação profissional.

Mas ainda não li tudo.

Fica aqui o documento da proposta na íntegra: PropostaMECConcursos2Mar.

Adenda: Como complemento o post do Ricardo Montes:

Primeira análise à 2.ª versão da proposta de diploma concursal (MEC)

Em nome do pluralismo.

DN, 2 de Março de 2012, imagem surripiada no FBook do autor.

Já não precisamos de emigrar e em 2013 voltamos a enriquecer doidamente como antes?

Recessão termina em 2012, sublinha Passos Coelho

Página seguinte »