CGTP avança para greve geral a 22 de Março

Entretanto, Morais Sarmento fala na SICN sobre a necessidade de tirar o Estado não sei bem de onde, dizendo que não é das funções sociais, mas logo a seguir refere a Educação.

A sério, estou farto destes tipos todos, do Arménio ao Zorrinho, passando pelos Sarmentos, pelos Relvas, pelos Seguros, os Coelhos, os Louçãs, os Bernardinos, os Cavacos, os Catrogas, os Carrilhos, assim como todos os que vivem bem da opinião vendida nas televisões e jornais, em suma, todos aqueles que de uma ponta à outra, mesmo se com parcelas diversas, são os verdadeiros responsáveis pela choldra. Porque todos eles, do Arménio ao Zorrinho, passando por todos os outros, têm o futuro assegurado. Todos.

Nenhum deles está preocupado com o dia de amanhã, com o mês seguinte, com o ano que há-de vir. Todos terão, sempre poiso. Nenhum deles, repito, nenhum deles, partilha dos riscos que a maioria da população corre. Eles são os actores, nós somos os basbaques que assistem às performances e a quem resta, em nome da própria dignidade, fazer-lhes um manguito.