Acabado de ser condenado a pena suspensa pelas bárbaras agressões a uma rapariga, em Lisboa, que filmou e cujo vídeo colocou no Facebook, Rudolfo Santos, de 18 anos, saiu ontem em liberdade da sala de audiências, onde em julgamento dissera estar “arrependido”. “Não volto a fazer aquilo”. Mas, mal chegou à rua, à porta das Varas Criminais, no Campus de Justiça, às 14h30, agrediu uma jornalista do CM com um violento pontapé na zona da virilha.

O arrependimento era sincero. O jovem deve ter ficado arrependido de não ter disfarçado melhor a filmagem.

Aguarda-se a opinião desculpabilizadora de Daniel Oliveira, apontando os horrores do capitalismo neo-liberal.

About these ads