Se a luta deu resultados porque se abandona a negociação?

O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, avançou hoje que o Governo deixou cair a meia hora extra de trabalho, considerando que “a luta dos trabalhadores contra medidas de violência inaceitável foi decisiva”. Os representantes da UGT, do Governo e das confederações patronais estão a ultimar os pormenores do acordo da concertação social, do qual a CGTP não fará parte.

A questão essencial é: a meia hora caiu em troca do quê?

As conquistas permitiram o abandono de uma proposta inaceitável e em vez dela vai surgir exactamente o quê?