Cansado de constatações da treta. Agora é que o corpo docente está envelhecido. Mas a seguir afirma-se que cada vez há mais contratados.

Portanto, o que está a acontecer é que os quadros estão, na prática fechados e, infelizmente, todos envelhecemos.

Facilitem as aposentações e abram os quadros de escola e agrupamento e verão um rejuvenescimento maior do que uma Primavera Tropical. Nem será preciso emigrar.

Cada vez mais cansado de conversa de chacha.

Como esta:

“O estudo sobre o desfasamento etário dos alunos que frequentam o ensino básico e secundário relativamente à idade ideal dos ciclos e níveis respetivos revela que o sistema continua a não estar preparado para responder às necessidades da população que acolhe, utilizando muitas vezes a repetência como meio de superação de dificuldades. Raramente esta solução resolve os problemas dos jovens implicados, pelo que uma primeira retenção é frequentemente geradora de outras e consequentemente de desmotivação e abandono”, avisa o CNE, que apela para uma “mudança profunda na atitude dos professores e das escolas face ao insucesso dos seus alunos”.

O problema são os professores que devem mudar de atitude. Os alunos nem por isso. Podem continuar a trabalhar para o seu insucesso que a responsabilidade nunca é deles.

Bem… realmente o melhor é emigrar… enquanto o CNE não se libertar da prisão eduquesa é apenas mais do mesmo.

Quando é que produziu um estudo preocupado com a condição profissional e o bem-estar dos docentes? Que me lembre, talvez no século passado…