Paulo,

Acabei de ler o post e acho de interesse referir o seguinte: o meu filho e outros amigos e colegas estão a receber um aviso semelhante (ontem e hoje) na sequência de uns poucos milhares de euros que receberam em 2010, utilizando recibos verdes. Há um caso de um rapaz que ganhou cerca de 1200€ e que é suposto pagar 190€/mês, estando sem trabalho e a viver à custa dos pais.

O meu filho, cheio de raiva, tem uma carta escrita para mandar à Segurança Social. Vai aqui a cópia. Um abraço.

Sra. D. Mariana Ribeiro Ferreira

(Presidente do Conselho Directivo)

Acabei de receber a vossa carta, que me deixou deveras estupefacto e sem saber como responder.

Sou um homem de quase 26 anos (Janeiro 2012).

Tenho uma licenciatura pré-Bolonha, ou seja, de 5 anos numa Universidade Pública.

Relativamente a 2010 declarei 6123€ de rendimentos de trabalho, valor então totalmente orientado para a minha formação (Mestrado). Por ser insuficiente, tive apoio familiar para completar esses gastos para além de me ter sido assegurada a minha subsistência.

Em 2011 auferi mensalmente entre Janeiro e Junho cerca de 300€.

Desde Setembro (se tudo correr bem até Junho 2012) estou a ganhar 450€ mensais. Deste valor pago:

– 200€ de renda de casa

– 100€ de gás, água, electricidade, telefone, etc.

– 33€ de passe social para trabalhar (valor que vai aumentar em Janeiro 2012)

– Restam 117€ para alimentação

– JÁ NÃO TENHO ACESSO a vestuário, calçado, saúde, cultura, desporto, lazer, etc.

Agradeço sugestões sobre como/onde/a quem ir buscar 186,13€/mês para pagar a Segurança Social.

Estou a tentar emigrar mas ainda não consegui.

Muito obrigado pela atenção!

Aguardo resposta.

Francisco (…)