Terça-feira, 6 de Dezembro, 2011


Thomas Dolby, Europa and the Pirate Twins

Vejam bem.

É um aborrecimento, amanhã à tarde lá tenho que sofrer mais um início de fim-de-semana.

E a vós? Já enjoa a popota-psicótica na tv e a ave-maria na estridulância da rua.

Hum!, hoje o tal pinto não falará do SLB.

E nem sou de nenhum, menos do outro…

… pelo menos que não sejam coisas que não pareçam rematadas parvoíces, seja de velhos, seja de novos. O Livresco mandou-me um bom lote de ligações, mas olho, leio e parece-me que o manicómio se instalou para durar e sem hora para fechar as portas.

Em matéria de Educação continuamos no limbo, com o grande debate nacional sobre a reorganização curricular do Ensino Básico restrita a “grupos de trabalho”, algo que eu consideraria um eufemismo hiperbolizante para o lançamento de hipóteses seguidas de contas de aritmética e de política na busca da melhor relação poupança orçamental/custos políticos.

Assim como que à maneira de uma mercearia das antigas, mas com máquina de calcular moderna.

Quanto ao mais, o país ensandeceu, a Europa parece ter-se aportuguesado com almoços para decidir assuntos sérios e o mundo, em particular e geral, a tornar-se um lugar um bocado cómico, não fosse a tragédia de tantos.

Na ausência de pretexto directo, apenas para não dizer que o boneco fica mais tempo à espera, aqui deixo o ministro Álvaro da forma como eu e o Luís Guerreiro o vemos.

 

Não encontro um título adequado a este post

Página seguinte »