Segunda-feira, 5 de Dezembro, 2011


The Raveonettes, The Christmas Song

em afirmação dubiamente quantificada!
Estava ali um amor que se ausentava, estava ali,
colorido.

Era uma espada que eu afastava continuamente
até já não haver a revoada dos acasos. Era a impotência a face cismada.

Um momento, prefiro morrer depois – ainda mesmo se não agrada a ilusão que remói,
que constrói, que altera o sobrar do sono – demasiado.

Aqui, aqui, aonde fiquei a olhar se vinha indestinada uma quantidade enorme
de vislumbres. De párias. De gente e de olhos, de segredos de que eu soubesse o ai.

Languidamente observo o dia, há sempre uma ou outra noite que cai,
chamam-lhe tempo e euforia, chamam-lhe rumores que não havia.

… e já tinha desistido de passar parte do meu tempo a tentar que um grupo de alunos – crescente a cada ano lectivo que passa – adopte certos hábitos de civilidade básicos como não gritar a destempo e desmodo nas aulas só porque sim, a fungar ou coisa pior sem recorrer a um lencito de papel, a bocejar ou tossir com a laringe toda à mostra ou a, no fundo, fazer coisas que, com o uso, os poderão vir a transformar em algo similar às abencerragens com que me cruzo no dia a dia e me invadem o espaço vital com os decibéis descontrolados e práticas que só não descendem dos neandertais mais conservadores porque nesse tempo não havia automóveis, telemóveis, supermercados, pastelarias e aquilo que conhecemos hoje na vida comum, em geral e particular.

Hoje disse a uma turma que a maior recompensa para um professor – pelo menos para mim – não é que eles saibam daqui a uns anos todas as conjunções ou os reis da 4ª dinastia, mas que sejam adultos responsáveis e capazes de se comportar de forma apropriada em sociedade, respeitando o próximo como em vários momentos não o fazem comigo. E é verdade. E é por isso que ainda perco, sem exagerar, um terço do meu tempo lectivo com matérias completamente transversais à relação escola-família. por issoe por causa do Kant que li por obrigação antes de ser por prazer ali pelos 16-17 anos ou algo assim.

E não me venham cá dizer que isto é uma atitude anti-alunos e tal porque é exactamente o contrário. Lamento é que, saídos da sala de aula, a sociedade envolvente desminta em poucos minutos ou mesmo segundos a utilidade de muito daquilo que eu tento que eles acreditem ser a forma correcta de, antes do mais, se respeitarem a si mesmos.

A sequência cronológica não implica a relação causal que o jovem João Almeida quer dar a entender. A menos que os senhores da troika mintam sem pudor nas conferências de imprensa e entrevistas , uma prática bem mais comuns entre os politiquinhos nacionais.

Se fosse assim, porque não teriam o próprio PM e o ministro das Finanças dado esse esclarecimento em tanta entrevista e intervenção pública que têm feito?

“Troika só autorizou transferência de fundos da banca depois de anunciado corte de subsídios”

O deputado do CDS, João Almeida garante que a troika só deu luz verde à transferência do fundo de pensões da banca porque houve corte de subsídios.

 

… e respectivas associações, que preferem discutir minudências e ignorar que deixam os seus educandos horas a fio em espaços com condições de segurança cada vez menores por falta de pessoal auxiliar, e muitas escolas deste país estariam encerradas até serem repostas condições mínimas de funcionamento.

Porque não adianta nada os professores e as direcções queixarem-se que a tutela e afins não se interessam.

Quantos aos pais da estirpe albina só aparecem quando dá créditos e nos tempos que correm o úbere anda seco.

Merkel e Sarkozy deitam Tratado de Lisboa para o lixo

Percebo! Agora passaram o certificado!

Escolas de gestão da Católica e da Nova entre as melhores

A Católica Lisbon School of Business and Economics e a Nova School of Business and Economics já estão entre as 40 melhores escolas de Gestão da Europa, numa lista elaborada pelo Financial Times (FT) e que é hoje divulgada. A Católica é a 33.ª melhor faculdade para estudar Gestão na Europa, subindo 29 posições face ao ranking de 2010. A Faculdade de Economia da Nova escala 34 posições, ocupando directamente o 39.º lugar.

O que é um número face a tantos números?

Página seguinte »