Quem impede as suas mãos de nadar

é ele próprio.

Quem puxa para o fundo os seus pés

é ele próprio.

Pegando na sua garganta

afunda-se

no seu próprio lago.

x

Água que flui através das orelhas

irrompe através das narinas

garganta pálpebras

e enche o estômago e os pulmões.

Os cinco sentidos

pela água explodidos.

O mundo continua a correr através dele

numa solidão tão grande

que nem em si próprio tem lugar.

[Gunnar Harding]