Podem ser só ideias a flutuar, a tentar ver se pegam… ou pode ser mais do que isso:

  • Tentativa de tornear obstáculo legais por forma a que todos os docentes leccionem 22 horas (fazendo com que o artigo 79º do ECD deixe de ter efeito);
  • Introdução da figura de uma espécie de “Director Coordenador” (num modelo algo parecido com a autoridade educativa local dos modelos anglo-saxónicos);
  • As equipas de direcção das escolas podem vir a ser ainda mais reduzidas, em especial com a continuação da concentração da rede escolar;
  • As secretarias das escolas vão sofrer um processo de centralização, tipo “mega-repartições” (de base concelhia em várias zonas do país?).