Sábado, 1 de Outubro, 2011


The Smiths, How Soon is Now?

… que eu sentado no sofá conseguia adivinhar há muito? Não viam a elite jardinesca engordar de uma forma semelhante a certas elites nacionais?

Madeira/Contas: IGF encontra várias irregularidades e incumprimento reiterado de regras orçamentais

Mas temos entidades fiscalizadoras ou não? Há um Tribunal de Contas ou não? Há uma Banco de Portugal ou não? Se é para poupar nas gorduras, porque não encurtar estas instituições que, manifestamente, são meros ramalhetes que foram servindo para emprateleirar e assegurar uma reforma dourada a certos cromos da República?

Foi preciso virem da estranja para se lembrarem de cruzar dados?

,,, mas ainda não percebi qual exactamente a dimensão da manifestação da CGTP. No Público lê-se que foram 130.000 em Lisboa e uns 50.000 no Porto, o que talvez esteja dentro dos valores esperados para esta altura da planificação contestatária.

Também se pode ler que:

Trabalhadores vão fazer uma semana de greves em Outubro

Está bem.

Publicado, com todos os elementos chegados por mail:

Escola Secundária Júlio Dantas – Concurso público muuuuiiiiito privado!

Por considerar realmente interessante, seguem pormenores de um concurso público (?!) ao cargo de Director da Escola Secundária Júlio Dantas em Lagos que permito sejam divulgados.

O começo

Finais de Julho de 2011 – Aposenta-se o Director F********** A**********.

A festa de despedida

– O ex director elogia e passa publicamente o testemunho ao seu Subdirector, procedendo a uma pré nomeação informal do mesmo para o futuro cargo de Director, ignorando a existência de formalismos que se prendem com concursos e a própria existência do Conselho Geral da escola.

A publicação do Aviso de Abertura do Concurso

– Não respeitando o Artº 22 do Decreto Lei nº 75/2008, de 22 de Abril e o Artº 3 do Regulamento do Concurso que determinam a publicação, em Diário da Republica, em jornal de expansão nacional, nos sites da escola e da respectiva Direcção Regional o aviso de abertura do concurso, o mesmo não apareceu nunca em qualquer um dos sites referidos (ver ficheiros anexos). Apenas na II Série do Diário da República do dia 09 de Agosto de 2011 foi possível encontrar a abertura do concurso à Direcção da Escola Secundária Júlio Dantas.

A entrega de uma candidatura

– No dia 31 de Agosto, 15 dias úteis após a publicação em Diário da República, conforme determinado no aviso de abertura, a candidata deparou-se com as seguintes pérolas:

* Deveria entregar a candidatura – currículo, projecto de intervenção e demais documentação… ao Presidente da Comissão Administrativa Provisória (PCAP), o tal colega que publica e informalmente já tinha sido dado como sucessor do Director entretanto aposentado;

* Relutante e insistindo numa entrega da candidatura nos Serviços Administrativos da escola, tal como está determinado no Aviso de Abertura nº 15655/2011 e não ao colega que entretanto era candidato ao mesmo concurso, foi informada que o prazo tinha terminado no dia 30 de Agosto… “não podiam receber a candidatura”;

* Sugerindo por várias vezes e explicando pacientemente que talvez tivessem contado mal o prazo, considerando o dia 15 de Agosto como dia útil que de acordo com o Código de Procedimento Administrativo não é, lá foi possível, através de uma consulta telefónica para a Presidente do Conselho Geral (PCG), entregar a candidatura, ouvindo um lacónico “depois logo se vê a questão do prazo”;

* Entregues três envelopes com toda a documentação, foi a recepção dos mesmos comprovada com… nada.

A candidata ainda perguntou de forma insistente se não recebia documento a comprovar a entrega da candidatura mas… “que não… nada tinha sido determinado nesse sentido”!!!

* Sai a candidata de mãos vazias (pateta!) e pede a Deus que tudo corra bem.

A PCG contactada por telemóvel descansou a candidata… “está tudo em boas mãos”.

A marcação da entrevista

* Entregue a candidatura a 31 de Agosto 2011, foi a candidata convocada para a entrevista a realizar…. no dia 03 de Outubro…  ainda de 2011.

O adiamento da entrevista e a previsão da anulação do concurso público (?!)

* Na tarde do dia 30 de Setº de 2011 a candidata é informada por uma Assistente Operacional da Escola Secundária Júlio Dantas, via telemóvel, que afinal não haveria entrevista e que na 2ª ou 3ª feira (03 ou 04 de Outubro) a PCG lhe explicaria porquê.

* A candidata “já velha nestas coisas”, envia sms à PCG procurando saber se estava apenas anulada a entrevista ou até haveria problemas com o próprio concurso.

* Recebe então via telemóvel a explicação da PCG, sensivelmente com o conteúdo que se segue pois a mesma falava baixinho por estar meio adoentada.

“– O Exmo. Sr. Diretor Regional teria estado na escola no dia anterior, apercebeu-se da existência do concurso e uma vez que irão surgir (?!) mais mega agrupamentos no concelho de Lagos só haverá concurso para o ano.

 Assim, a entrevista deveria ser adiada sine die.

Mais informou que a candidata poderia passar um dia destes lá pela escola e apanhar toda a documentação que entregou e que entretanto, estivesse descansada, estará guardada!!!”

Os momentos mais intrigantes

Take one – No dia imediato à entrega da candidatura, o outro candidato e PCAP, conhecido em Lagos como o legítimo e inequívoco sucessor do colega Director aposentado, visivelmente mal-humorado, informou algumas pessoas de que brevemente “ia de férias”.

Vários takes – Diversas pessoas foram fazendo chegar à candidata a informação, sempre sigilosa (?!) e informal de que no interior do Conselho Geral o seu currículo era considerado incomparável e o projecto de intervenção apresentado irrepreensível sob todos os aspectos.

Take dos critérios – Os critérios para seriação dos candidatos, conforme se pode consultar no site da escola são:

– 20% para o Currículo

– 60% para o Projecto

– 20% para a Entrevista.

Take dos bastidores – No dia 29 de Setº, o outro candidato, conhecido em Lagos como o legítimo e inequívoco sucessor do colega Director aposentado, revelava algum nervosismo que neste momento terá desaparecido, após a longa conversa que o anterior Director teve na tarde desse dia com o Exmo. Sr. Director Regional.

Na sequência dessa longa conversa… a entrevista foi adiada sine die.

Anulação do aviso de abertura de concurso

A candidata apresentar-se-á no dia 03 de Outubro, às 18h00, na Escola Secundária Júlio Dantas em Lagos, dia e hora da entrevista.

De acordo com sms enviado hoje pela PCG, receberá a comunicação oficial do adiamento da entrevista.

A candidata aguarda os takes que se seguem, nomeadamente, a anulação do aviso de abertura de concurso com as evidentes razões para essa anulação (?!).

Estamos em Portugal, 35 anos após o 25 de Abril, na cidade de Lagos e a candidata não se revê em qualquer partido político.

Lagos, 01 de Outubro de 2011

(remetente devidamente identificada)

Pais fazem colecta para pagar prémio que não ia chegar

Maioria das escolas arranjou apoios para premiar os melhores alunos

Juntas de freguesia, associações de pais, empresas e pessoas a título individual mobilizaram-se em peso para patrocinar os prémios escolares dos melhores alunos e a convicção dos presidentes das duas associações de dirigentes escolares é a de que uma maioria de escolas conseguiu reunir apoios alternativos aos do Ministério da Educação (ME).

Deveriam ter feito uma acção de formação qualquer sobre hipocrisia e insensibilidade para auto-financiamento, mas era melhor não convidarem ninguém do MEC como formadores.

Só falta mesmo uma boutade qualquer do Marinho Pinto sobre o assunto.

Detenção de Isaltino motiva abertura de inquérito

O vice-presidente do Conselho Superior da Magistratura (CSM) irá determinar segunda-feira a abertura de um processo de averiguação para apurar o que se passou com a decisão da juíza que motivou a detenção do autarca Isaltino Morais.

Página seguinte »