Auditoria à Madeira conhecida sexta-feira, austeridade só depois das eleições

Passos Coelho corrigiu esta tarde uma informação que tinha deixado no último debate quinzenal. Afinal não será possível conhecer em detalhe o programa de austeridade para a Madeira antes da ida às urnas a 9 de Outubro. E será “prioritariamente” a Madeira a assumir os encargos com o desvio das contas.

Cada vez me convenço mais que muitos silêncios se terão ficado a dever a alguma generosidade insular no apoio às despesas das campanhas nacionais. Um pouco como Fátima Felgueiras era, em seu tempo, acarinhada por Jorge Coelho.