De todos os buracos. O resto não passa de gente inocente, no local errado, à hora errada, que embolsaram porque não podiam fazer outra coisa e deixarem tanta nota a voar por aí, que ainda se podiam perder.

O infante D. Henrique também não fica bem no retrato, pois mandou um zarolho fazer viagens no Atlântico e sabemos bem o raio do resultado.