Recebido por mail com autorização de publicação.

(…)

Creio que uma parte do problema tem a ver com o facto de muita gente que concorreu e tem muita graduação ter feito escolhas limitadas, convencido que havia lugares e agora ter ficado por colocar.

Para provar problemas é preciso provar: fiquei por colocar e fulano x lugares abaixo que concorreu a um local ao qual eu também concorri e ficou lá colocado…

E convém levar em conta quantos DACL ficaram com horários de bolsa….

Conheço um caso mas também é indiciariamente explicável pelo problema que explico no parágrafo abaixo identificado com *

Depois os directores têm de provar os problemas dizendo se sim ou não a aplicação travou a indicação de horário anual. Eu não tive casos desses por isso não sei dizer  ….

E esse é outro problema: como é que tirando as TEIP ainda há horários completos anuais para colocar em 15 de Setembro…. Os directores andam a reter horários….. Se o serviço de distribuição estiver bem feito a 31 de Agosto completos anuais deveriam ser raros e sobrantes do 1º momento de colocação (nunca novos horários) ….

Tirando as TEIP porque o regime (era? é? já ninguém sabe …) diferente e tendo introduzido ofertas de escola ate 31 de Agosto estas desapareceram e foram para a 1ª Bolsa por iniciativa da DGRHE para colocar nessa bolsa DACL e por isso havia esses horários anuais….

Agora a questão pode ser mais funda….

As bolsas de recrutamento como funcionam internamente? Na aplicação informática, quero dizer. São um concurso no sentido em que informaticamente se faz corresponder uma lista de horários entrados na totalidade de uma semana por ordem da preferência dos candidatos face a sua ordem na lista?

* Ou os horários vão entrando e vão sendo adstritos a candidatos por ordem de aparecimento (isto é, a bolsa é uma lotaria….).

No 1º ano da bolsa (gostei muito que lembrasse a artista….) a segunda hipótese era feita dia a dia e há quem ache que isso passou a ser feito semana a semana por insuficiência informática…. Ha indícios nas colocaões que permitem pensar isso.

Concurso mal feito ou lotaria desde o inicio….eis a questão….

Vai ficar surpreendido mas a verdade e que nesta fase micro os mini-concursos eram melhor sistema se bem operacionalizados do que a bolsa de recrutamento….

Uma coisa de que se disse tão mal com ligeiras alterações funcionaria melhor que esta pessegada…..