De que serve eleger os coordenadores de departamento, se o pedagógico tem funções cada vez menores e é presidido por um director a quem se anunciam poderes acrescidos?

Por isso, Paulo, não esperes milagres, apenas umas trocas para iludir.

Com a desculpa da accountability vão personalizar ainda mais a liderança e depois fica-se como no caso daquela Directora, 2ª feira na RTP; quando lhe perguntaram os números referentes à gestão da sua escola, não sabia porque isso era tratado por um subdirector que lá tenho na escola (acho que foi assim que o desnomeou).