Escola secundária construída pela autarquia e com gabinetes para docentes abre na segunda-feira

(…)

Além do facto de todo o processo ter sido conduzido pela autarquia, “o que significa que a escola foi construída a preços muito abaixo do que é normal nas obras realizadas pelo Estado”, o presidente da Câmara de S. João da Madeira realça duas outras particularidades do edifício: “Inclui gabinetes de trabalho para os professores e tem uma construção de qualidade, com materiais nobres”.

Castro Almeida explica: “Cada professor tem aqui a sua secretária individual e as suas gavetas, para não ter que andar com os livros da escola para casa e de casa para a escola. Pode passar aqui o dia todo e depois ir-se tranquilamente embora, o que é uma novidade nas secundárias e uma marca importante desta escola”.