Mail recebido com a indicação que se segue e diversos anexos, dos quais apenas irei colocar dois no post, excluindo outros por razões que passam pela inclusão de dados profissionais alheios:

(…)
O texto que segue em baixo, bem como os anexos, vão ser enviados para os meios de comunicação social mais importantes e depois de fazer algumas alterações queria enviá-los para os sindicatos, DGRHE, ME e para a IGE.
(…)

Bom dia,

Venho por este meio dar-vos a conhecer uma situação que, estou em crer, está longe de ser uma situação isolada.

Desde o dia 12 de Agosto que foi disponibilizada a aplicação para concurso às contratações de docentes das escolas TEIP e escolas em Autonomia. Como essas escolas não obedecem aos critérios do concurso nacional de professores, são as direcções dessas escolas que estabelecem os critérios de selecção dos docentes. Infelizmente os critérios de selecção nem sempre são os mais éticos e transparentes.

A maioria das escolas optou este ano por estabelecer como um dos critérios para selecção de docentes, a continuidade pedagógica ou o facto de os docentes a concurso já terem leccionado nessas escolas. Tal facto até se poderia compreender, caso os docentes tivessem, a par disso, tido uma avaliação de Muito Bom ou Excelente, facto que demonstraria de um modo mais claro a sua competência.

Na lista em formato Word que vos envio em anexo, estão os meus dados que constam das tabelas de ordenação de professores, bem como os dados de alguns dos candidatos colocados nas vagas a que eu também me candidatei. Decidi não meter os dados de todos os candidatos, pois como me candidatei a mais de 120 horários, o documento seria muito extenso.

O que poderão constatar é o seguinte, para a mesma vaga a concurso, foram preferidos candidatos com a mesma avaliação de desempenho que eu, mas todos eles com uma graduação profissional inferior à minha. Em certos casos há candidatos que ainda nem sequer acederam à primeira prioridade de ordenação. Mas como estiveram colocados naqueles estabelecimentos de ensino em anos anteriores, têm prioridade sobre a minha candidatura. Facto que não faz sentido absolutamente nenhum, e não beneficiará seguramente os principais interessados em tudo que isto: os alunos.

Gostava também de chamar a atenção para outros dois anexos que envio. São dois printscreen que fiz de duas contratações de escola, uma do Agrupamento de Escolas das Olaias e outra do Agrupamento de Escolas Matilde Rosa Araújo. Em ambos chamo a vossa atenção para a subjectividade dos critérios, bem como para a vossa análise dos candidatos que foram colocados nessas vagas e quais as suas graduações e avaliações de desempenho.

Infelizmente, e sem qualquer explicação, a aplicação informática para concorrer bem como o site da DGRHE, não possuem qualquer informação ou local para se poder fazer uma reclamação das colocações dos horários das Escolas TEIP e Autonomia.

Em anexo envio também as listas de ordenação dos dois grupos de recrutamento para os quais concorri e deixo um link, caso queiram descarregar essas listas do site da DGRHE.

Link DGRHE:

Sem mais assunto,

Luís Saraiva