Ontem, no rescaldo do encontro MEC/Fenprof, a Lusa difundiu uma noticia em que se dava conta de um acordo sobre os professores com horário zero.

Até hoje de manhã quase todos os jornais online inseriram a notícia (e alguns na edição em papel), sem verificarem se os factos correspondiam a alguma novidade, se efectivamente algo de novo tinha acontecido ou se era apenas a aplicação dos normativos legais em vigor.

Ok, fica para alguns blogues não servirem de mero eco e fazerem a análise crítica das coisas.