FENPROF e FNE sobre o modelo de avaliação de professores.

O novo modelo de avaliação é uma proposta em aberto, em relação aos professores no topo de carreira que não serão avaliados:
“Os professores no topo de carreira têm 30 anos de serviço, são professores, na sua esmagadora maioria, com grande experiência e muito bons e nós temos professores que estão a começar e é sobre esses, que estão a dar os primeiros anos de trabalho, é sobre esses que nós achamos que a formação, que deriva deste modelo, deve incidir”
Considera o descongelamento das subidas de escalão e mostra-se satisfeito com o acordo sobre o financiamento das escolas privadas.