No Expresso (p. 16) temos parangonas sobre a parceria estabelecida com a Openleaks, a dissidência civilizada da Wikileaks. Pelo caminho, como que de passagem, volta a tentar justificar-se o manto de invisibilidade lançado sobre os materiais da Wikileaks desde que o Expresso os tomou para si. Cada vez se nota mais que o objectivo…