Mas os cortes no 13º mês não eram uma medida de salvaguarda, apenas uma precaução? Já não chegam?

Ministro das Finanças anuncia “cortes brutais” amanhã