Os anos 70 foram, à parte esses três canadianos (Joni Mitchell, Leonard Cohen e Neil Young) e as feias ousadias do punk inglês e, sobretudo, as bonitas fugas dos americanos Talking Heads, uma perda de tempo.

Miguel Esteves Cardoso, Público de hoje

(eu acrescentaria o Lou Reed e o David Bowie ali de meados…)