Estou cansado disto. E mais complicado de seguir o vai-e-vem do que uma troca de bolas do Borg com o McEnroe em Wimbledon.

Quanto mais leio, mais descreio na verticalidade de certas convicções. Só não sei se das passadas a curto prazo, a médio prazo ou a longo prazo. Ou das presentes. Uma coisa é mudar de opinião, outra não conseguir tê-la mais de um par de semanas.