Estes think-tanks que orbitam a actual liderança do PSD são uns coveiros eleitorais de primeira ordem. Num contexto de crise, de vulnerabilidade laboral, de medo instalado quanto ao futuro, o que se haveria de lembrar o grupo Mais Sociedade, coordenado por António Carrapatoso?

Nada mais nada menos do que dar a entender que quem vai para o desemprego, vai por gosto e deve ser penalizado na sua aposentação.

Recorrer ao subsídio de desemprego deve reduzir reforma

Grupo «Mais Sociedade» debate redução das pensões nem caso de desemprego.

Isto é um absoluto disparate, em especial num momento em que um grande número de portugueses vê o presente fugir debaixo dos pés e o futuro enegrecer dramaticamente.

Estranho muito ver nomes como Villaverde Cabral e Francisco José Viegas associados a propostas destas. Os outros, bem… de muito dos outros, já deles se espera um pouco de tudo.

Ideias destas, propostas destas, não se apresentam, nem se tentam implementar em momentos como o actual. Isto não estimula ninguém a voltar mais depressa a trabalhar. Apenas estimula a ir votar no PS.

Passo a passo, Passos Coelho hipoteca uma vitória que parecia garantida, entregando de mão beijada trunfos sobre trunfos ao adversário.