Haveria muito a dizer sobre isto, mas esperemos para ver melhor…

Conheça as escolas que recebem mais apoios do Estado

Dos dez colégios com contrato de associação que mais recebem apoios, apenas três são católicos.

São os colégios não católicos, com contrato de associação, os que mais recebem apoios do Estado. Apesar dos últimos cortes, o ministério da Educação foi o que mais apoios directos deu, durante o ano passado, tendo sido canalizados mais de 156 milhões de euros como apoios directos para institutos, cooperativas de educação, colégios e externatos, entre outras entidades.

Dos colégios com contrato de associação, foi o Instituto D. João V, com 130 professores e cerca de 1.400 alunos que fica no concelho de Pombal, que mais recebeu apoios da tutela de Isabel Alçada, ultrapassando os cinco milhões de euros.

Entre os dez colégios que recebem mais apoios do ministério da Educação, apenas três são católicos: o Colégio Nossa Senhora da Apresentação, em Aveiro, os Colégios da Província Portuguesa da Congregação de S. José de Cluny, em Coimbra, e o Colégio de São Teotónio, também em Coimbra.

Foram estes alguns dos resultados da primeira fiscalização das Finanças, que divulgou todas as ajudas directas do Estado através dos vários ministérios a empresas, câmaras municipais e associações, que ultrapassou os 556 milhões durante o ano passado.