COIMBRA – O primeiro-ministro demissionário de Portugal, José Sócrates, saiu irritado da Universidade de Coimbra, onde acompanhou a homenagem ao ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, com as perguntas sobre o possível socorro financeiro do Brasil a Portugal. “Isso não é questão de ajudar ou não. Temos que manter uma boa relação”, afirmou José Sócrates.

 “Não bastassem os (jornalistas) [?] portugueses, agora os brasileiros também?”, questionou Sócrates, referindo-se à insistência da imprensa sobre a questão. Sócrates saiu vaiado da Universidade e a polícia portuguesa foi bastante truculenta com os jornalistas e as pessoas que estavam no local.

Não era domingo na Universidade…