Será demagogia ou DIREITO À INDIGNAÇÃO?