Confesso que o documento que me chegou – o tal da responsabilidade da DGRHE – é chato como tudo e limita-se a repetir mecanicamente a argumentação da redução remuneratória do OE.

Como a digitalização chegou em estado meio complicado fica aqui apenas o que interessa:

(…)

Podemos agora passar a algo mais consistente?