Os pais dos alunos da Escola Básica Professora Aida Vieira, no Bairro Padre Cruz, em Lisboa, que encerraram hoje o estabelecimento, vão ver satisfeitas as suas exigências de melhores condições pela Câmara Municipal. Os vereadores Manuel Brito e Nunes da Silva da Câmara Municipal de Lisboa asseguraram hoje no local que “a cozinha vai funcionar e o portão principal aberto a curto prazo”, condições que faziam parte das exigências dos pais.

O presidente da Associação de Pais, Mário Guerra, disse à agência Lusa que já “caiu uma janela, bem como parte do teto falso de uma sala”, e que continuam a surgir “problemas de construção”, apesar de a escola ter tido obras e sido inaugurada “com pompa e circunstância pelo Governo” no centenário da República.


]