Não chega soltar os prisioneiros… há que tentar perceber se eles sabem ao que andam, há que lhes dar ao menos algumas roupas, o passe social e…

Se é liberdade do ponto de vista pedagógico, concordo.

Marçal Grilo defende autonomia imediata para escolas do ensino básico e secundário

(…)

Marçal Grilo falava esta manhã no colóquio promovido pelo Fórum para a Liberdade de Educação, com o tema “Que serviço público de educação queremos para Portugal?”.

O antigo ministro defendeu que, “correndo todos os riscos”, deve ser dada “imediatamente autonomia a todos os agrupamentos” de escolas do ensino básico e secundário. Grilo defendeu que é esta “a” medida a tomar.

“Sou contra grandes reformas. Se me voltam a falar em reformas, desisto”, disse na Gulbenkian, lembrando que já existem as leis necessárias. Para garantir melhorias, o que é necessário são “medidas cirúrgicas”.