“O Ministério da Educação pode ser implodido sem nenhum problema”, diz Joaquim Azevedo

A ideia foi defendida durante as jornadas parlamentares do PSD que estão a decorrer em Braga. O professor universitário Joaquim Azevedo defendeu a criação de uma agência para apoiar e avaliar as escolas, afirmando que “o Ministério da Educação pode ser implodido sem nenhum problema”.

Se mal pergunte, a Agência seria formada por quem, escolhido(a)s por quem (um comité de sábios, quero suspeitar que recrutados onde…)  e com que competências exactamente?

A ideia da implosão é sedutora, mas a verdade é que só dizem isso quando estão do lado de fora…