Em especial um destes livros tem  uma história curiosa, pois foi aquele que – de forma subtilmente mal disfarçada – os meus pais deixaram acessível para que eu – de modo disfarçadamente pouco subtil – consultasse para me informar sobre o funcionamento de certas e determinadas coisas que estavam lá para o meio num capítulo. Teria coisa de 9 anos e dúvidas mais profundas esperaram uns tempos. Já o outro, com todo um panorama histórico do assunto, foi lido um par de anos depois e, quem sabe, talvez tenha estado na origem do meu gosto (académico, claro)  pelo tema.