Primeira semana do segundo período. A consciência de que o que foi ensinado no primeiro período ficou para trás e mergulhou no olvido. Testam-se de novo conhecimentos ou competências ou aprendizagens ou o que lhe queiram chamar ao nível mais básico de um 5º ano de Língua Portuguesa. Coisas tão simples como o número, género e grau das palavras numa perspectiva muito prática. A turma é pequena, tem um trabalho específico muito próprio e tudo é pisado e repisado. Os exemplos que dou do desempenho não são tão maus quanto outros que recebi, apenas mais criativos. Em especial a forma de construir o aumentativo e o diminutivo de um nome, adicionando ou eliminando uma letra é todo um novo horizonte linguístico que se me rasgou hoje pela primeira vez em quase duas décadas de leccionar a disciplina.

Não adianta pensar que eu expliquei mal o que se pretendia. Por muito incompetente que eu fosse, parece-me que o enunciado é claro.

Chuifff…

Anúncios