Caramba, o trabalho que me deu achar isto por detrás de uma fileira inteira de livros da velha colecção Argonauta, daqueles com as capas feitas pelo mestre Lima de Freitas…

Em especial o segundo volume é uma delícia, reedição em 1929 do original de 1916, com alguns belos poemas com temática (des)adequadamente lúbrica em muitas páginas.