Eu sei que o secretário de Estado Castilho dos Santos não é das figuras mais atractivas, mas era escusado que nenhum dos canais televisivos, depois de ouvirem uma declaração da ministra do Trabalho, seguissem a apresentação dos dados sobre a adesão à greve na administração pública.

Nem que fosse como fait-divers, poderiam ter deixado uns minutos de antena ao homem.