Não enviaram para mim, pelo que faço fuga das instruções e não do texto…

Data: 9 de novembro de 2010 23:26:48 GMT+00:00
Para: undisclosed-recipients:;
Assunto: TENTATIVA DE LANÇAR UM MOVIMENTO NOVO
.
Caros amigos,
Partindo do princípio de que, dado o adiantado da hora, os que não me responderam à última mensagem deram o seu acordo tácito às mensagens que vou enviar, juntamente com o texto da Carta Aberta-Manifesto, venho então indicar-vos os próximos passos:
1.º – Irei enviar uma mensagem, subscrita por alguns membros da APEDE e por outros colegas que foram activos na luta dos professores, para os endereços do blogue «Ladrões de Bicicletas» e do blogue da associação ATTAC. Os motivos pelos quais escolhi estes dois blogues tornam-se claros para quem os visite (caso não os conheçam). A mensagem vai no sentido de os convidar a juntarem-se na iniciativa de se lançar um novo movimento cívico, nos termos expostos na Carta-Manifesto.
2.º – Vou enviar igualmente uma mensagem a Paulo Varela Gomes, com conteúdo semelhante. O motivo pelo qual escolho esse destinatário tem que ver com isto.
3.º – As mensagens serão enviadas a partir do endereço novo.movimento@gmail.com
4.º – Seguidamente, o texto da Carta Aberta-Manifesto será publicado no blogue da APEDE.
A quem possui blogues próprios peço que publiquem neles esse texto (que vos envio em anexo a esta mensagem) e que o difundam o mais possível, sobretudo para fora da esfera ligada aos professores. Usem os e-mails e o Facebook. A todos peço também que coloquem mensagens noutros blogues fazendo ligação para o texto (podem linkar para o “post” da APEDE onde o texto está publicado ou para “posts” de outros blogues que o tenham publicado). Façam-no, claro está, sem saturar as caixas de comentários, pois isso pode tornar-se contraproducente em relação à mensagem que queremos passar. Deixo-vos aqui algumas sugestões de blogues onde o «Manifesto» pode ser publicitado nas caixas de comentários:
.
Há certamente muitos outros. A ideia é criar uma onda. Seremos capazes?
.
Abraço a todos,
.
Mário Machaqueiro