… que terão chegado hoje pelo menos a algumas escolas, logo que se aceda aos documentos serão por aqui divulgados ou em outros dos recantos da blogosfera que não se acomodou apenas ao comentário.

Felizmente há quem continue a escavar pela informação, a esforçar-se por dar a conhecer de forma crítica e a fazer, por gosto, um esclarecimento indispensável sobre assuntos que não têm outro espaço para debate.

Se há algo em que volto a acreditar é que o ensaio de bloqueio à informação por parte dos actores institucionais que atingiu  seu máximo até ao arranque deste ano lectivo está já em curva descendente.

Porque o medo e o acomodamento não podem vencer.