Quarta-feira, 10 de Novembro, 2010


Ensino público e mama privada

Escolas do centro da Guarda não têm cantina, os pais têm de pagar o almoço a instituições privadas.

É ver agora a multiplicação de abordagens nos órgãos de comunicação social sobre a Escola enquanto instituição de Assistência Social, funcionando como paliativo para o descalabro económico de muitos milhares de famílias.

Mais do que um transbordamento da escola (como escreveu António Nóvoa), temos um transbordamento da Sociedade e de muitos dos seus problemas para adentro da Escola.

O fenómeno não é de agora. Apenas se tornou infelizmente mais visível devido à profunda incompetência dos nossos deslumbrados governantes, aqueles que saem e entram dos governos para as empresas que tutelaram, para opinar nos órgãos de comunicação social, para os bancos que estão aflitos (agora) com os ratings, para os escritórios de advogados que contrataram e tudo o mais.

Simon Schama: my vision for history in schools

In these economically and politically tricky times we need history’s long look more than ever, says historian and government adviser Simon Schama, as he sets out six of the key events no child should miss out on.

Janeiro de 1990

« Página anterior