E são capazes de vir dizer que defendem a coesão social quando empresas com participações do Estado fazem milhões de lucros e nem sequer tem um gesto de solidariedade?