Professora diz ter sido agredida violentamente, a mãe diz que não e o director diz que “é próprio de comunidades heterogéneas existirem algumas situações de conflito e mesmo de confronto “. Acrescente-se que é de lamentar que o confronto não tenha chegado às imediações da poltrona do senhor director.
.
Governa aprova o crime de violência escolar, prevê situações de Bullying, maus tratos físicos e psíquicos, castigos corporais, privação de liberdade e ofensas sexuais. Medidas tutelares educativas para menores e pode ir a 5 anos de prisão para maiores de idade.