Silva Pereira acredita na viabilização do Orçamento para 2011 com o PSD como “parceiro natural”

E volta o tango?