Já ontem deixaram num comentário, mas acho que continua a merecer leitura a quem não conhece. Do Pedro Ribeiro, da Rádio Comercial:

O dia em que aprendi o que é estar morto.