Domingo, 12 de Setembro, 2010


Editors, No Sound But The Wind

Help me to carry the fire
We will keep it alight together
Help me to carry the fire
It will light our way forever

Pois…

Não necessariamente pelas 8 páginas, com 5 fotos fantásticas, dedicadas à miss Germanotta, mas certamente devido às 2 de Christopher Hitchens a falar da forma como enfrentou, em inicial negação, o seu cancro.

Isto é a forma como ele lida com a situação, no dia em que sabe…

The night of the terrible morning, I was supposed to go on The Daily Show with Jon Stewart and then appear at a sold-out event at the 92nd Street Y, on the Upper East Side, in conversation with Salman Rushdie. My very short-lived campaign of denial took this form: I would not cancel these appearances or let down my friends or miss the chance of selling a stack of books. I managed to pull off both gigs without anyone noticing anything amiss, though I did vomit two times, with an extraordinary combination of accuracy, neatness, violence, and profusion, just before each show. This is what citizens of the sick country do while they are still hopelessly clinging yo their old domicile.

Eu Relato, Tu Delatas, Ele Deleta, Não Desata Nem Acta

Ferro, Ferro E Mais Ferro, É Tudo Lata

Quando se lê os lutadores de ontem a reclamar por mais horas para poderem ser relatores/avaliadores? Eu sei que é a legalidade e tal que está em causa, claro.

Cala-te boca, que depois dizem que eu sou conflituoso…

Já tinha divulgado a iniciativa logo que a ideia surgiu, mesmo se a acho pouco eficaz pela forma e hora. E porque acho que, neste momento, mesmo podendo ocupar algum espaço mediático pela sua natureza, não me parece que venha acrescentar algo que não saibamos.

Estou a ser sincero, não vou dizer que isto e aquilo e depois dizer que aqueloutro.

Respeito, admiro que tem o ânimo de promover e divulgo. Mas não participo. Em outros tempos também pensei em happenings. Mas passou-me.

Felizmente, não me pediram para falar sobre a Casa Pia.

A Ministra de Educação reafirma que a reorganização da rede escolar é para avançar, há condições para que todo o processo seja levado até ao fim, apesar das críticas de alguns municípios.
.
Os ministérios da educação e do trabalho querem tornar o 12º ano patamar mínimo de escolaridade. Lançamento da campanha Secundário para Todos. Novas Oportunidades, entrega de diplomas, um milhão de Portugueses passaram por este programa, 400 mil obtiveram um diploma.
.
Distrito de Évora, Alandroal, instalação de um contentor (monobloco?) para manter a escola aberta e evitar que os alunos de Terena e Hortinhas não tenham que viajar até à sede do concelho, pais concordam com a solução. Presidente de Câmara do Alandroal, João Grilo, fala sobre a escola que estava sinalizada para fechar e a solução encontrada.
Encarregado de educação, fala sobre a desertificação da aldeia.
Recolha, tratamento e comentários do Calimero Sousa.

Comunicado

A Comissão de Pais e Encarregados de Educação dos alunos da Escola Básica do 1.º Ciclo de Coucieiro, no Concelho de Vila Verde informa de que, certa de que ninguém desrespeitará a decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga e segundo o calendário publicado no sítio do Agrupamento de Escolas a que pertence (Pico de Regalados), todos os alunos comparecerão na próxima segunda-feira pelas 9.00 horas na EB1 de Coucieiro. Todas as declarações efectuadas em sentido oposto não passam, em função da clara decisão judicial, de simples ruído.

Estão, os Encarregados de Educação, convictos de que deram o seu pequeno contributo contra a desertificação e o desenraizamento, seguindo a linha orientadora comum à esmagadora maioria das autarquias e dos cidadãos deste País. Finalmente, na certeza de terem dado um grande passo pela Educação e bem-estar dos seus filhos, desejam dar por encerrada a polémica, que nunca deveria ter acontecido, em torno do funcionamento da escola. A partir das 09.00 horas do próximo dia 13 exigem apenas os direitos que legítima e legalmente adquiriram: o funcionamento tranquilo da sua escola.

Coucieiro, 12 de Setembro de 2010.

A Comissão de Pais e Encarregados de Educação

É bom encontrar um assim, quase imaculado. Não, não foi na TVI…

O Fafe tem objectos, eu…

Eu tenho andado complicativo…

Á-des, á-des…

(agradecendo a imagem ao Luís Ferreira)

Os professores portugueses dificilmente não serão os melhores do mundo. Agora há uns que dão a sua disciplina a umas turmas com um manual na escola sede e depois vão dar as outras com outro manual, pois antes cada escola fez as suas escolhas de acordo com o projecto educativo e os respectivos grupos de trabalho.

Agora, com os novos mega-departamentos e mega-grupos disciplinares mistura-se tudo e quero fazer como se fazem planificações integradas e articuladas com cada escola com os seus materiais de apoio. Claro que o manual não é tudo, mas é com os seus materiais – afinal as famílias compram-nos para quê? – que os alunos devem trabalhar e estudar.

Mas, claro, tudo isto é feito por parte do ME privilegiando os aspectos pedagógicos

Alunos “perdidos” entre duas escolas

Pais pediram transferência de alunos do agrupamento Silva Gaio para outras escolas, mas os processos ainda não chegaram.

Eu percebo que isto fica bem, que rebrilha o olhar, mas deixar-nos-ia, a ser correcto, numa situação estranha… Só há adultos abaixo de inteligentes ou considera-se inteligência tudo?

Ser mau aluno não é sinónimo de incompetência. Esta é a convicção do psicólogo Eduardo Sá, que assegura que “todas as crianças são inteligentes”.

“Quando as crianças sentem que alguém se interessa por elas e reconhece as suas capacidades, ficam motivadas. Todos nós só nos sentimos motivados quando estamos a ganhar”, garantiu o psicólogo Eduardo Sá .

Percebemos assim que segundo a doutrina Eduardo Sá, este ano só o pessoal do FCP se pode sentir confiante… e que o melhor é ser de quem está sempre a ganhar.

É uma lição de vida… estar sempre a favor do vento.

E sorrir, sorrir…

Pais também são chamados a ter educação sexual

Muitas escolas já o faziam, mas este ano é que será a sério. A educação sexual passou a ser obrigatória nas escolas públicas de todos os ciclos de ensino e, segundo a lei, é para ser aplicada ao longo do ano lectivo. São seis horas para os alunos até ao 2.º ciclo e 12 horas para os estudantes do 3.º ciclo e secundário. Mas não só: há escolas que estão a convidar os pais para que também eles recebam formação na área e a maioria tem aderido ao apelo.

Isabel Alçada em entrevista ao JN tem mais algumas tiradas de antologia, em especial quando enrola sobre o assunto ou quando, de forma notória, não sabe que responder.

Exemplos? Isabel Alçada não faz ideia se avançará alguma reforma curricular e, em nenhum momento, faz ideia da legislação sobre o horários dos professores do quadro que até agora leccionavam numa escola (secundária ou 2/3, por exemplo) e passaram a ter de completar horário em escolas diferentes.

Definidas as metas do pré-escolar ao 9º ano do ensino básico, pondera avançar com uma revisão curricular?

As metas são um primeiro passo no quadro curricular. Estamos a trabalhar na área do currículo e poderão decorrer da aplicação das próprias metas alguns ajustamentos na grelha horária no conjunto das áreas disciplinares e não disciplinares. Vamos ver se será possível termos uma alteração, mas não avançaremos nunca sem dialogar com os parceiros, nomeadamente com o Conselho Nacional de Educação e o Conselho de Escolas, que estão a analisar essa questão.

(…)

Os professores podem completar horários dando aulas nas várias escolas do agrupamento?

Não há nenhuma alteração sobre isso.

Nove em cada 10 entraram no superior à primeira

Quase metade dos alunos não entrou onde queria

(c) Randy Bish