Há coisa de cinco dias em que o JN não faz nenhum título de 1ª página a culpar professores, enfermeiros ou outros funcionários públicos or qualquer malfeitoria, com base em informações das Finanças.

Ainda pensei que surgisse algo com base no caso da herança Feteira, mas…

Não devemos perder por esperar. Para a próxima deve ser algo em grande, do género extrapolação das faltas dos docentes a partir de uma visita a três corredores de uma escola em obras.