Sábado, 14 de Agosto, 2010


Desculpem, mas era inevitável:

Mêda concentra todos os alunos na sede de Concelho

Com o encerramento das últimas três escolas, o concelho de Mêda fica sem estabelecimentos de ensino nas freguesias rurais, sendo até agora o único município do distrito da Guarda nestas condições. Os alunos passam a estar todos concentrados na sede de Concelho.

É uma maioria absoluta encabeçada por um Carneiro (mas não de signo, espero, porque nesse caso envergonhava-me…).

Diário do Minho, 14 de Agosto de 2010

Professores e enfermeiros na mira como sempre. Outras classes profissionais dependentes ou passeantes pelo Estado não terão tantos problemas assim em provar nada, em especial aquelas que só precisaram de 12 ou 8 aninhos de rabo sentado para colheres a prebenda do Estado. Duvido também que aos híbridos (políticos, como autarcas e deputados que foram professores outrora) tenham pedido muitos comprovativos de nada para se reformarem em idade bem activa e continuarem a exercer cargos. Não adianta dizer que é conversa, porque os conhecemos em carne e osso.

Estado não controla pensões de enfermeiros e professores

Outra para limpar os espanhóis do  ministério e os franceses dos sindicatos.

« Página anterior